breaking news

Futebol de várzea é tema de debate no Museu do Futebol

setembro 8th, 2017 | by Redacao
Futebol de várzea é tema de debate no Museu do Futebol
Eventos
0

Em um ciclo de debates, o Museu do Futebol discutirá o futebol de várzea de São Paulo. O objetivo do evento é lançar perspectivas para a preservação da memória e dos espaços do esporte na cidade.

O “Ciclo Histórias da Várzea: o futebol amador na cidade de São Paulo” será composto de três encontros que serão realizados no Auditório do Museu do Futebol (Praça Charles Miller, s/nº, Estádio do Pacaembu, São Paulo), nos dias 16 de setembro, 21 de outubro e 25 de novembro, das 9h às 13h.

A cada encontro, haverá a participação de representantes do futebol de várzea paulistano, assim como pesquisadores, jogadores, jornalistas e interessados no assunto. Serão abordados temas como os históricos dos campeonatos, a permanência de campos de várzea na cidade, a profissionalização de jogadores e as experiências de tombamento de campos de futebol como patrimônios históricos e culturais.

O primeiro encontro, marcado para 16 de setembro, tratará do Panorama histórico do futebol na capital, que será contado pela historiadora Diana Mendes, autora do livro “Futebol de várzea em São Paulo – A Associação Atlética Anhanguera (1928-1940)”. Em seguida, ocorre o bate-papo sobre campeonatos e profissionalismo, mediado pelo jornalista especializado em futebol de várzea, Diego Viñas, com a presença de Flávio Adauto, organizador da Copa Kaiser; Sérgio Pioneer, organizador da Super Copa Pioneer; e Jorge Preá, jogador profissional que atuou no futebol de várzea pelos times da zona norte Dragões da Casa Verde, Nove de Julho e Mangaba.

O evento é gratuito e aberto ao público, mas para se inscrever, clique aqui.

Vale ressaltar que os debates serão filmados e transmitidos ao vivo pelo canal do Museu do Futebol no Youtube.

O Ciclo “Histórias da Várzea” é uma co-realização do Centro de Referência do Futebol Brasileiro do Museu do Futebol em parceria com a Sociedade dos Clubes Mantenedores do Complexo Esportivo de Lazer e Cidadania do Campo de Marte. Também conta com apoio do Núcleo de Antropologia Urbana da Universidade de São Paulo.

Por Leandro Massoni Ilhéu, com informações do site do Museu do Futebol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

UA-92541561-1